novembro azul

Novembro azul é o nome da campanha de prevenção ao câncer de próstata que espera reduzir o número de mortes em decorrência da doença por meio da prevenção.

A estratégia é a partir da realização de exames regulares que permitam o diagnóstico na fase inicial possibilitar o tratamento da doença antes que atinja o estado crítico.

O que é próstata?

A próstata é uma glândula localizada na região pélvica do homem, apresentando um formato semelhante ao de uma noz, como na figura abaixo.

câncer de próstata

A glândula situa-se logo abaixo da bexiga e à frente do reto, sendo atravessada pela uretra, canal que se estende da bexiga ao pênis e por onde a urina é eliminada.

Sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é a de produzir um fluído que compõe o esperma.

O que é câncer de próstata?

É uma doença que ocorre quando as células desse órgão começam a se multiplicar de forma desordenada. Essa multiplicação pode demorar a se manifestar, por isso a importância de realizar exames de acordo com orientações médicas.

Além disso, a multiplicação desordenada de células, pode atingir outras parte do corpo, como a bexiga, intestino (reto), linfonodos e ossos.

A real causa do câncer de próstata ainda é desconhecida, mas, no Brasil, é o segundo tipo de câncer mais frequente em homens, atrás somente do câncer de pele não melanoma.

A chance de cura é de cerca de 90% quando o câncer é identificado precocemente.

SINTOMAS

Na fase inicial, a grande maioria dos pacientes não apresentam sintomas.

Entretanto, quando o tumor cresce, os sintomas mais comuns estão relacionados ao ato de urinar, dentre eles:

1- levantar várias vezes durante a noite para urinar;

2- urinar frequentemente ao longo do dia;

3- dificuldade de iniciar e manter um jato contínuo de urina;

4- urgência em urinar, com perda de urina;

5- gotejamento no fim do fluxo;

6- sangue na urina;

7- dor e esforço para esvaziar a bexiga;

câncer de próstata

fatores de risco

Compartilhe essa matéria e ajude a salvar vidas.

NCZ: Notícia objetiva                                                Por Alan Zamker e Ícaro Avelino.

Gostou da matéria? Então curta nossa página no facebook e redes sociais.